// Replace with first Tag Manager code

perguntas frequentes

1. Analisamos os dados da sua fatura
2. Analisamos o mercado e econtramos as melhores opções
3. O cliente escolhe as suas preferências
3. Fazemos a mudança de acordo com as preferências do cliente
4. Monitorizamos o seu contrato e avisamos se encontrarmos melhores condições

Se quiser saber mais vá a “Como Funciona” no nosso site.
https://trustbill.org/como-funciona/ 

Apesar do nosso sonho ser ajudar Portugal inteiro, neste momento, os serviços do trustbill não são para todas as pessoas. O trustbill é para si, se:
– É um consumidor doméstico de energia (não é um negócio).
– É um consumidor de eletricidade + gás ou só eletricidade.
– Tem Tarifa Simples ou Tarifa Bi-horária.
– Tem acesso à internet e não se importa de gerir a sua conta de energia online, em vez de receber as faturas pelo correio.
– Está disposto a pagar as suas contas mensalmente, por débito direto.

Conseguimos que o trustbill seja gratuito para os clientes dado que recebemos comissões dos fornecedores quando lhes adquirimos um novo cliente. Mas não se preocupe! Vamos dar-lhe sempre uma opinião imparcial.

Os sites de comparação tradicionais analisam o mercado e apresentam uma longa lista de resultados, da qual o consumidor escolhe o fornecedor para o qual se quer mudar. Com o trustbill é diferente…

• Nós não apresentamos listas com todos os fornecedores – que se podem tornar confusas com os diferentes preços e planos que o consumidor tem que analisar. Em vez disso, nós tratamos do trabalho árduo e mostramos-lhe a melhor opção de acordo com o seu consumo e preferências.
• Nós gerimos todo o processo de mudança em vez de mostrarmos só as melhores opções.
• Nós usamos a informação da sua fatura para elaborar a estimativa mais acertada acerca do fornecedor que melhor se adequa aos seus níveis de consumo.

O trustbill suporta os seguintes contadores:

• Monotarifa (Tarifa simples – uma só tarifa)
• Bitarifa (Tarifa Bi-horária – uma tarifa durante o dia e outra durante a noite, ou uma tarifa durante a semana e outra durante o fim de semana)

O trustbill quer adaptar o seu serviço ao tipo de fornecedor que o cliente pretende contratar e ao nível de controlo que pretende ter no processo de mudança.

No processo de adesão o cliente escolhe o que prefere, das seguintes opções:

Tipo de fornecedor
• Lista inteira – utilizamos o mercado inteiro para procurar o melhor plano
• Marcas de confiança – procuramos o melhor plano utilizando apenas os 4 fornecedores em que a população portuguesa mais confia
• Fique & Poupe – fazemos a mudança quando o seu fornecedor atual apresentar um tarifário melhor

Nível de controlo
• Relaxe – mudamo-lo sempre que for possível poupar mais de 25€/ano
• Controle – alertamo-lo sempre que encontrarmos uma opção melhor e o cliente escolhe se quer que prossigamos com a mudança

O trustbill pertende proporcionar o plano que será mais benéfico para cada um dos seus clientes, de acordo com as suas preferências.

Pode cancelar o serviço do trustbill a qualquer momento. Se não gostar do fornecedor para o qual o mudámos, tem um periodo de 14 dias para fazer o cancelamento dessa mudança. O cliente está sempre em controlo!

Não, não precisa de fazer nada! Quando mudar de fornecedor vai receber uma última fatura do seu atual fornecedor e a partir desse momento passará a receber faturas do novo fornecedor.

Esta pergunta não tem uma resposta simples. Algumas pessoas sentem-se mais confortáveis com um fornecedor grande, enquanto outras preferem os fornecedores mais pequenos. Ambas preferências são válidas e nós temos fornecedores de todos os tamanhos e feitios na nossa lista! Se está a pensar em mudar para um pequeno fornecedor, não se preocupe! Se, por um infeliz acaso, o seu fornecedor deixar de atuar no mercado nós iremos mudá-lo e celebrar um contrato com um novo fornecedor.

Geralmente, entre 1 a 2 vezes por ano. Caso encontremos um plano que lhe proporcione uma poupança significativa mais cedo, garantimos que fazemos a alteração.

Poderíamos mudá-lo mais regularmente, mas não o fazemos porque implicaria ter de nos dar as suas leituras, número de série do contador e dados para o débito direto de cada vez que o fizessemos. O que seria simplesmente irritante.

É claro que se algo invulgar acontecesse, como uma descida abrupta dos preços de energia, faríamos a mudança mesmo que já tivessemos feito mais que 2 nesse ano.

Close Menu